Loja virtual: Guia de vendas online para iniciantes

Você pretende montar uma loja virtual? Conheça o guia de vendas para iniciantes com dicas muito especiais, aqui neste artigo.

O e-Commerce tem sido um ótimo investimento para quem deseja expandir seu negócio realizando vendas online. O mercado é competitivo, mas há espaço para todos, inclusive, para iniciantes. Confira:

Primeiros passos no mundo do comércio eletrônico

Primeiro, devemos ter em mente que a competitividade é uma característica intrínseca do comércio on-line, por isso, é importante adotar estratégias de Marketing Digital e SEO em sua loja virtual.

O fato de você vender muito um produto em sua loja física não significa que você terá o mesmo sucesso na rede. Vender em uma loja física não é o mesmo que fazer on-line, onde seus concorrentes estão a apenas um clique de distância. Além disso, é um ambiente completamente diferente que requer novas estratégias de marketing e novas formas de relacionamento com o cliente.

Por tudo isso, antes de se aventurar no mundo desconhecido das vendas pela Internet, é importante testar o terreno. Recomendamos que você tente a venda em um nicho específico, pois é a maneira mais fácil e econômica de fazer um teste.

Escolha alguns de seus produtos estrelas e aprenda com os resultados. Existem muitos tipos de mercados; portanto, escolha aquele que melhor se adequa a você, com base no nicho e em sua expansão geográfica, como exemplo, “Suplementos para academia Porto Alegre”.

Se sua primeira estratégia não funcionar, pegue as ideias de seus concorrentes e tente novas técnicas até que seus produtos sejam vendidos. Só então você estará preparado para se emancipar e vender por conta própria.

Atrair clientes para sua loja virtual

Depois de configurar um site simples para sua loja, concentre-se ao máximo no marketing, implementando estratégias de marketing-digital. Não tenha medo, mais tarde você terá tempo para investir na melhoria do seu site.

Por enquanto trabalhe no recrutamento. Você precisa trazer tráfego para seus produtos e, acima de tudo, gerar vendas para que alguma tração comece a existir. Você terá que combinar a presença nas redes sociais com publicidade paga (Google Ads e Facebook Ads).

Use ferramentas como o Google Analytics, para descobrir quais produtos têm mais visualizações, como os usuários acessam seu site, quanto tempo eles gastam nele etc. Não insista em estar sempre certo e aprenda com as estatísticas. Quando sua aposta principal não funcionar, você terá que explorar modelos alternativos.

Integração online e offline

Se você tem uma loja física, deve começar a considerar uma estratégia para o seu negócio. Trata-se de oferecer uma experiência uniforme, integrada e transversal que abrange todos os canais em que seus clientes em potencial estão localizados. Em termos gerais, a base do sucesso de qualquer estratégia é girar em torno do cliente.

Canais de suporte para atendimento ao cliente, a fim de esclarecer dúvidas, ouvir as sugestões e melhorias que podem ser realizadas, é essencial. Além dos perfis nas redes sociais, que passam maior credibilidade sobre a seriedade dos produtos oferecidos em sua loja virtual.

Logística

Embora muitas vezes subestimamos a logística, no comércio eletrônico é um elemento que pode fazer a diferença entre o sucesso ou o fracasso do seu projeto.

Certamente, a essa altura, você já está ciente da dificuldade de reter compradores e obter novos clientes. Nesse sentido, devemos entender a logística como um elemento que gera certo grau de engajamento e lealdade.

Na verdade, o que o cliente espera é que seu pedido chegue à sua casa em perfeitas condições, sem que isso implique um alto custo de entrega. Portanto, sua responsabilidade como proprietário do comércio eletrônico é escolher o operador logístico mais adequado.

E, acima de tudo, não esqueça a logística reversa. O comprador tem o direito de devolver o produto, se ele o considerar pertinente, e você deve facilitar a devolução sem implicar um custo adicional que não pode ser assumido.

As redes sociais

Eles fazem parte da estratégia de marketing, mas merecem um tratamento separado. Estamos cada vez mais conscientes da importância da reputação online na intenção de atrair consumidores. De fato, em muitos casos, as empresas reúnem mais visitas em suas redes sociais do que em seu site.

Há algum tempo, as redes sociais se tornaram a melhor ferramenta para atender os clientes de um comércio eletrônico, interagir com eles e atraí-los para comprar. Nesse sentido, o mais importante é que você gere periodicamente novos conteúdos de qualidade.

Se você não oferecer atividade constante em seus perfis de mídia social, o esforço não ajudará muito. Não os negligencie.

Posteriormente, você poderá começar a pensar em maneiras de gerar mais receita, otimizar o design da sua loja e investir na criação de categorias. Uma agência digital pode ajudá-lo a elaborar melhor sua ideia.