Fotografia de produtos: 6 dicas para sua loja virtual bombar

Compartilhe conhecimento
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Quando você fala ou ouve falar em fotografia, o que primeiro vem à sua mente? Fotos de paisagens, pessoas, viagens, amigos e passeios, não é mesmo?

Dificilmente pensamos, em um primeiro momento, nas fotos promocionais, feitas para uma revista de moda, um catálogo de produtos e, principalmente, para o mercado digital.

Esse trabalho é conhecido como “fotografia de produto” e é bastante difundido no meio fotográfico.

Com o aumento da adesão do consumidor ao comércio eletrônico, as lojas virtuais preocupam-se cada vez mais em oferecer imagens que captem a atenção do cliente e que transmitam que aquele produto é realmente o que ele procura.

Sendo assim, que tal algumas dicas sobre fotografia de produtos para ajudar a loja virtual a encantar seus clientes? Vamos lá!

6 dicas incríveis de fotografia de produtos para lojas virtuais

Quando se fala em disponibilizar conteúdo atraente para o cliente em uma loja virtual ou blog, a referência não é somente a textos. Imagens também são conteúdos essenciais para atrair e conquistar clientes.

Por isso, se você é fotógrafo ou dono de loja virtual, fique ligado nas dicas de fotografia de produtos para e-commerce.

1. Storytelling do produto

Sim, é isso mesmo, o produto tem uma história e contá-la aproxima seu cliente, criando uma conexão. Como faz isso? Criando narrativas agradáveis — isso faz com que o cliente se identifique e associe a imagem a momentos alegres, prazerosos, aconchegantes etc.

Exemplo: o seu negócio é a venda de capa à prova d’água para celular. O que seria mais efetivo: a imagem de um copo contendo um celular com a capa ou uma pessoa na praia carregando o celular protegido?

É claro que a imagem da praia vai criar uma melhor conexão com o cliente. Deu para entender a estratégia de storytelling?

2. Use a psicologia das cores

Você acha que as marcas são criadas em cima de cores aleatórias? De jeito nenhum! Cores são parte de uma estratégia do marketing sensorial.

Sabe por quê? Porque as cores criam sensações nas pessoas — as mais variadas, como tranquilidade, energia, confiança, harmonia, criatividade, e várias outras sensações.

Portanto, se deve trabalhar em busca de uma combinação harmônica de cores, optando pelas que podem oferecer as sensações que se quer despertar no consumidor.

Como saber quais cores usar? Basta consultar um guia sobre as cores e seus significados.

3. Saiba usar a iluminação

A busca pela luz perfeita é o grande desafio para fotógrafos. Alguns pontos a serem considerados sobre uma boa iluminação para a fotografia de produtos são:

  • se a iluminação favorece o logotipo da marca;
  • evitar a sombra grande que se forma atrás do objeto;
  • escolher o que se deve evidenciar e o que deve ser escondido; dentre outros.

4. Dê atenção à composição da foto

Digamos que o produto seja uma camiseta ou blusa preta. Somente esse elemento em um fundo branco não despertará tanto a atenção de quem olha. No entanto, se formar uma composição com uma bermuda/saia, um tênis/sandália e um colar/boné, o cenário já muda.

As sensações que esse cenário passa para quem o vê é de que aquela foi uma ideia sobre a composição de visual; é uma ótima ideia para usar em um passeio de final de semana; aquela camiseta/blusa tem tudo a ver com o que ela (pessoa) tem em casa; “gostei, será que tem em outra cor?” (direcionando o consumidor aos demais produtos da loja) etc.

5. Conte com profissionais de estilo

Nem todos têm o dom de saber organizar e compor cenários, mas há pessoas especializadas nessa função. Por isso,muitas vezes pode ser que o fotógrafo precise de uma ajuda extra nas composições.

Um exemplo é a combinação de alimentos, pois não há como o consumidor degustá-los. Já que o sabor é o principal valor do produto, o que se faz? Capricha na imagem! Os especialistas em compor esses cenários são chamados de food stylists.

O mesmo acontece com perfumes: as imagens é que terão que causar uma boa primeira (ou segunda) impressão.

6. Não se preocupe em refazer o trabalho

Filtre, edite, imprima. Se acha que não ficou como imaginou, refaça. Agora está bem mais fácil, basta identificar e ajustar os pontos que precisam ser melhorados. Tenha em mente que nem sempre um trabalho fica bom na primeira tentativa.

O que achou de nossas dicas? Você trabalha ou tem vontade de trabalhar com fotografia de produtos? Conhece alguém que trabalha? Deixe suas impressões nos comentários e indique nosso post a alguém que você sabe que vai gostar!


Compartilhe conhecimento
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •