Conheça algumas plataformas para loja virtual e comece seu negócio hoje!

Compartilhe conhecimento

Rate this post

Se por um lado a enorme quantidade de plataformas para loja virtual serve como uma importante ajuda para quem está planejando começar um negócio no mundo online, do outro as dúvidas são inevitáveis sobre qual é a sua melhor opção. Afinal, qual entre as disponíveis seu negócio deve escolher?
01
É importante definir uma estratégia para os negócios e saber quem é o público-alvo, mas identificar a plataforma para loja virtual que melhor atenda suas necessidades é fundamental para que seja possível atingir os objetivos bem como seja viável obter sucesso.

Neste artigo você será apresentado à algumas das plataformas que são também as mais usadas da atualidade. Assim, você pode ter uma base melhor sobre qual delas escolher para o seu negócio. Boa leitura!

1.    Shopify

O Shopify é uma das mais populares plataformas para quem deseja criar um e-commerce. Entre seus principais atrativos destacam-se os modelos prontos, a praticidade e a fácil acessibilidade. Isso quer dizer que a ideia principal da plataforma é permitir que você crie e configure sua loja virtual de forma rápida e prática.

O Shopify também disponibiliza modelos com design responsivo, o que é fundamental quando se observa que muito do fluxo de compras na internet é feito, hoje em dia, por meio de dispositivos móveis como tablets e smartphones.

Você pode experimentar a plataforma Shopify por até 14 dias gratuitamente. Se gostar, basta contratar um plano.

2.    Magento

A plataforma para loja virtual Magento está entre as mais usadas do mundo todo. Open source, ela se destaca com a quantidade de prêmios que já ganhou e por ser usada por marcas de nível mundial como a Volcom, Nike e Saraiva.

Uma das grandes vantagens dessa plataforma são as extensões gratuitas desenvolvidas pela comunidade de usuários e pela equipe de suporte responsável pelo serviço. É uma opção muito interessante para quem busca algo com um alto nível de flexibilidade e personalização para trabalhar.

Existem várias opções de plano mensal para fazer uso dessa plataforma. Basta escolher a melhor opção para você!

3.    Drupal

Quem tem conhecimento em desenvolvimento e quer economizar em algum tipo de assinatura deve considerar usar a plataforma Drupal. A ferramenta de código aberto garante diversos tipos de personalização na criação de uma loja virtual.

O mais interessante é que ele não é complicado quando comparado com a maioria das plataformas de código aberto. Além disso, ele já vem com módulos que são muito práticos de serem instalados. No mais, vale a pena chamar a atenção para os diversos plugins e extensões disponíveis.

Ao acessar o site do Drupal você consegue assistir a um vídeo completo que explica sobre o seu funcionamento.

4.    Wix

O Wix pode ser muito interessante para quem não domina nada sobre as técnicas de desenvolvimento. A plataforma é muito prática e dispõe de centenas de templates que podem ser personalizados de acordo com a necessidade e finalidade da loja virtual.

A plataforma permite integração com diversas opções de pagamento tais como boleto bancário, cartão de crédito e PayPal. O mais legal é que não há cobrança de nenhuma comissão por isso. Todos os designs são otimizados para dispositivos móveis.

O Wix é uma plataforma gratuita, mas vale lembrar que existe a opção de contratação do plano Premium também.

5.    WooCommerce

O WooCommerce é um plugin desenvolvido para WordPress. Esse é o CMS mais utilizado no mundo para diversas finalidades. Caso você já tenha um blog dentro desta importantíssima plataforma vale a pena testar essa opção e avaliar se ela consegue atender suas necessidades também. Para testar o plugin clique aqui.

6.    Ezcommerce

O Ezcommerce também figura entre as principais plataformas para loja virtual no mercado. Não há limite de acessos à loja criada e nem cobrança de taxas pelas vendas realizadas. Uma das grandes de suas vantagens é a possibilidade de integração com vários tipos de sistemas ERP.

Além disso, dá para trabalhar com os recursos de marketplace e até criar uma loja no Mercado Livre. Ela é muito bem estruturada e possui um sistema de busca otimizado, já que assim o usuário não perde tempo à procura de determinados produtos.

Mais uma vez, vale a pena conhecer e testar antes de tomar a decisão final. Veja se é o Ezcommerce é interessante!

Como escolher a melhor plataforma

Como vimos até aqui, o que não faltam são opções de plataformas para loja virtual. Essa variedade que atende a todos os estilos e necessidades torna o processo de escolha altamente decisivo. É necessário avaliar cada uma das funcionalidades, os planos e o suporte que elas oferecem ou deixam de oferecer.

Fora os aspectos técnicos, outro importante detalhe que deve ser considerado é se há a exigência do pagamento de taxas em relação a cada produto comercializado. É preciso ficar atento para não começar sua loja virtual ficando preso a uma plataforma.

No momento de fazer sua escolha existem alguns pontos que você pode observar e avaliar, pois assim será possível saber qual delas é a melhor para as suas necessidades. Nessa hora, considere:

  • Oferece ou permite atualizações?
  • Possui compatibilidade com os principais navegadores web?
  • Permite o uso de sistemas e recursos para aumentar a segurança?
  • É uma plataforma popular e com boas referências?
  • O painel de administração é fácil e intuitivo de ser usado?
  • O design é atraente e otimizado para dispositivos móveis?
  • Oferece suporte técnico?
  • Tem recursos importantes como integração com o Analytics, Facebook Ads ou Adwords?
  • Oferece recursos para que o SEO seja trabalhado?

Esses são apenas alguns pontos que poderão facilitar sua busca. Vale a pena analisar cada um com atenção. Afinal, estamos falando de negócios e por consequência, de ganho ou perda de dinheiro.

Vale a pena investir em plataformas prontas ou grátis?

Esse é outro ponto que divide opiniões. Porém, é importante que você considere que tudo aquilo que é grátis ou que já vem pronto, provavelmente é limitado de alguma forma. Dependo do caso, isso pode afetar significativamente seus negócios.

Por exemplo, você encontrou uma plataforma muito boa e com bons recursos, mas ela limita a quantidade de acessos a sua loja virtual por ser gratuita. Isso não seria problema se você não quisesse vender nada.

Mas, considerando que a ideia é crescer e aumentar o fluxo de vendas na loja virtual, isso passa a ser um problema, certo? Percebeu como esses fatores podem impactar diretamente na geração de lucros de seu negócio?

Além disso, há que se considerar que quase sempre as opções gratuitas deixam a desejar a médio ou longo prazo. Tudo isso resulta em mais demora e possivelmente em gastos que você se quer imaginava que iria ter.


Compartilhe conhecimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *